Orientações para bases de dados e inteligência artificial

Notícias

A Commission Nationale de l’Informatique et des Libertés (“CNIL”), entidade reguladora francesa responsável pela matéria de dados pessoais, divulgou recentemente um conjunto de respostas para abordar a temática da constituição de bases de dados destinadas a alimentar sistemas de inteligência artificial (“IA”) que utilizem dados pessoais.

Essas fichas práticas, disponíveis aqui, constituem um contributo a ter em consideração, quer na perspectiva de controlo do cumprimento por parte dos profissionais que pretendam desenvolver sistemas de IA, quer do ponto de vista dos titulares desses dados, que também poderão ter acesso às conclusões da CNIL e melhor apreender os desafios em causa.